MULHERES, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E DIVERSIDADES

Mulheres, Relações Étnico-Raciais e Diversidades é uma diretoria da Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento. Tem por objetivos à promoção da igualdade de gênero na USP e ao enfrentamento à violência de gênero; à proposição de pautas e políticas relativas à diversidade sexual, à inclusão e ao antirracismo; à supressão das dificuldades e exclusões decorrentes de deficiências; a elaboração de políticas para populações indígenas na Universidade. Em todas suas atividades, a diretoria Gênero, Relações Étnico-Raciais e Diversidades visa estimular a pluralidade na universidade e promover respeito e igualdade de existência e permanência para toda a comunidade USP, independente de identidade de gênero, orientação sexual, cor, etnia, nacionalidade ou deficiências.

Para isso, promoverá políticas para diminuir as violências baseadas em gênero ou orientação sexual, com atenção especial na visibilidade, respeito e dignidade para a população trans da universidade.

Também vamos propor e organizar pautas e políticas sobre diversidade, inclusão, antirracismo e anti-xenofobia. Além de colaborar na presença e experiência de migrantes ou estrangeiros, gerando oportunidade de estudos e pesquisas sobre história, cultura e saberes.

Uma outra preocupação é enfrentar e solucionar as dificuldades e exclusões de pessoas com deficiências  no âmbito da Universidade. Entre as propostas está a implementação de ações e melhorias na acessibilidade das instalações da universidade.

E para guiar as ações da área, vamos elaborar ações, métricas e projetos para identificar as barreiras relacionadas à gênero, sexualidade e cor/raça existentes na USP.

Diretora:
Adriana Alves

Adriana Alves

Professora associada no Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (IGc-USP). Além de professora e pesquisadora, Adriana é mãe das pequenas Flora e Serena. Ela também coordena a área Gênero, relações étnico-raciais e diversidades da pró-reitoria de inclusão e pertencimento da Universidade de São Paulo e preside a Comissão de Ética e Direitos Humanos do Instituto de Geociências.