DIVERSIDADE NOS CONCURSOS DOCENTES

Até 2026 serão contratados 876 novos docentes para a USP. A contratação se dá por meio dos chamados concursos docentes.

Atualmente, dentre os 5018 professores da USP, apenas 129 são negros. apenas 1 docente é indígena e não existem professores travestis ou transexuais (dados do Anuário Estatístico da USP). 

Temos a oportunidade e a responsabilidade de mudar essa situação. O caminho para a mudança é pensarmos na diversidade étnica e social dos processos em todas as etapas, e principalmente na composição da banca examinadora, que é o grupo com o poder de selecionar o candidato. 

A PRIP considera adequada a proporção de 40% de docentes diversos, entre os titulares e também entre os suplentes de uma banca.

Existem docentes negros, pardos e indígenas em todas as áreas do conhecimento, altamente qualificados para compor bancas de seleção de docentes. A PRIP disponibiliza uma lista com sugestões de nomes, que podem ser consultados pelos departamentos para a composição das bancas de seleção de docentes. A lista está em permanente expansão, agradecemos a indicação de novos nomes.